Ir para conteúdo

Welcome to IPBFocus Demo
Register now to gain access to all of our features. Once registered and logged in, you will be able to create topics, post replies to existing threads, give reputation to your fellow members, get your own private messenger, post status updates, manage your profile and so much more. This message will be removed once you have signed in.
Login to Account Create an Account
Foto

[Anime da Vez] - Princess Tutu


  • Por favor, faça o login para responder
16 respostas neste tópico

#1
LGG

LGG

    Fuzzy Pickles

  • Moderador
  • 566 posts
  • Interesses:Pizza

                                               Princess Tutu

                                                             (プリンセスチュチュ)

 

                                                             TutuGroupTVtropes.jpg

Quantidade de Episódios: 26.
Estúdio: Hal Film Maker
Ano de Lançamento: 2002.
Gênero: garotas mágicas, romance, fantasia, comédia.

Breve sinopse:

 

Princess Tutu é um anime de com diversos elementos de balé clássico e contos de fadas. A história é sobre Ahiru, uma pata que é transformada em humana e na Princesa Tutu, uma bailarina lendária, com a missão de salvar o príncipe Mytho, coletando os pedaços do coração dele e que ele próprio despedaçou há muito tempo, para salvar todos de um corvo maligno.

 

Sugestão para Download:

 

Encontrei esse site com tudo traduzido em português, para assistir online: http://www.animeplus...s-tutu&pagina=2. Não achei completo em português para baixar em nenhum lugar. Caso alguém conheça algum site onde é possível baixar, avise aí também!

 

Legendado em inglês é bem fácil de encontrar. Dá pra pegar em qualquer site de torrent, tipo BakaBT, ou de streaming, como o KissAnime.

Breve comentário:

 

Esse é um anime que gosto bastante! Talvez o começo dele seja bem bobo mas vai ficando interessante. Vou tentar reassitir conforme vocês vão assistindo. Como é meio antigo, a animação não é nenhuma maravilha, isso pode atrapalhar um pouco mas tentem dar um desconto. Vou deixar aqui também a opening:



Bom, o prazo assistir o anime todo para começa a partir de amanhã e, se calculei certo, termina dia 20/11. O legal é ir comentando conforme vai assistindo, mas aí depende também da disponibilidade de vocês. Enfim, espero que vocês se divirtam!


Editado por LGG, 29/09/2017 - 22:41.


#2
Vitor Henry

Vitor Henry

    i'm a nightmare dressed like a daydream

  • Membros
  • 1.082 posts
  • Interesses:Saint Seiya e Afrodite de Peixes
acabei de assistir o primeiro episódio.

a opening me deu muito uma sensação de Lago dos Cisnes! a composição é boa e coesa com o que o anime passou até agora, só não me agradou tanto a melodia. a opening poderia ter um final melhor também, aquele corte ficou estranho.

não tenho tanto conhecimento em Shoujos e por isso de cara estranhei alguns elementos no anime, mas não por serem ruins e sim por não serem de meu costume.

já havia elogiado o character design dos personagens mas deixo registrado aqui novamente! por hora não falarei mais sobre eles. esperarei mais alguns episódios passarem para formar melhor uma opinião.

pelo que entendi a trama começa de fato no 2° episódio, com o 1° servindo de transição. permitindo que os espectadores estabeleçam um pré-conceito sobre cada personagem antes de qualquer coisa.
me parece uma história promissora.

bom, amanhã é sábado e não estarei em condições nem de lembrar meu nome, muito menos de assistir e analisar anime(s). darei continuidade no domingo.

Editado por Vitor Henry, 30/09/2017 - 05:00.


#3
Renata Campos

Renata Campos

    Cavaleiro Sem Constelação

  • Membros
  • 266 posts
  • Interesses:Nerdismo em Geral.

Bom os 4 primeiros episódios assistidos, minha opinião ate agora e de uma trama simples na qual a pata bailarina tem que "derrotar" os sentimentos do príncipe que ganharam forma e devolve-los ao seu coração. Ao mesmo tempo que ao que parece o escritor vai terminando sua historia.

 

As musicas para mim estão muito boas, lembra muito opera todo o ambiente do manga passa a sensação de uma peça.



#4
§agitariu§

§agitariu§

    Guerreiro Deus

  • Moderador
  • 1.528 posts

Primeiro episódio assistido.

 

Achei o início muito apressado, e até um pouco estranho em certos momentos. Somos apresentados ao conceito de uma história, seguido de vários personagens.

 

Não sei bem o que pensar dos personagens só com esse episódio.

 

Quanto a parte técnica, a trilha sonora é belíssima e acho que vai continuar sendo o anime inteiro. O design dos personagens é uma mistura do estilo de traço mahou shoujo e comédia que era usado no início do século. Achei muito legal. Só não consegui gostar da voz da protagonista, muito estranha.

 

Enfim, vamos ver o que nos reserva.



#5
Vitor Henry

Vitor Henry

    i'm a nightmare dressed like a daydream

  • Membros
  • 1.082 posts
  • Interesses:Saint Seiya e Afrodite de Peixes

episódio 2 e 3 concluídos.

 

muito legal que a importância dos fragmentos do coração perdido do Príncipe tenha sido explicada. sem eles ele não tem sentimentos/emoções nenhuma e a Princess Tutu tem a missão de reuni-los para devolver as emoções do Príncipe novamente, já que o autor da história morreu deixando assim ela em aberto. fiquei me perguntando se a Princess Tutu também já não seria parte designada da história antes do autor morrer e se entendi bem, Rue confirmou isso no fim do ep 3, junto com a bomba de que Tutu está fardada a jamais declarar seu amor ao príncipe. isso alimenta minha curiosidade para saber como Ahiru lidará para sufocar seus sentimentos daqui em diante que estão cada vez mais intensos. aliás, fiquei com a sensação de que Rue e "aquele lá" companheiro do Mito já sabem de tudo e que de algum modo estão temendo o atual momento dos fragmentos sendo coletados.

 

a primeira vista, fiquei com um baita medo da Ebine!  :lol: mas logo fui cativado pela trama dela. o desenvolvimento do fragmento que se alojou nela, o da solidão, foi bem melhor que o da Tamanduarina. ela que só tinha seu falecido esposo como pilar em vida, ficou totalmente desolada depois que perdeu ele e como os fragmentos penetram no vazio deixado no coração das pessoas, nada melhor que o fragmento do solidão para tornar uma cozinheira dona de um restaurante solitária incapaz de permitir que seus clientes saíam de seu estabelecimento, sempre empurrando mais e mais alimento para eles para garantir seus agrados. bacana.



#6
LGG

LGG

    Fuzzy Pickles

  • Moderador
  • 566 posts
  • Interesses:Pizza
Revi os dois primeiros episódios! Não achei o 1 tão apressado, acho que ele introduz bem alguns personagens na trama e a ideia geral, mas talvez seja superficial demais e um pouco confuso. Quando assisti pela primeira vez, lembro de achar meio confuso, talvez tudo comece jogado demais. Gosto MUITO do finalzinho do episódio, aquele diálogo entre a Ahiru e o escritor, apesar de não ser cantado, dá um clima de musical, além de ser uma boa maneira de inserir certa tensão ali. Não sei por onde vocês estão assistindo mas Ahiru é "pato" em japonês, tem alguns jogos de palavras com o nome dela e o fato de ser uma pata. A voz da Ahiru é mesmo irritante, mas sempre relevei por ser parte da caracterização dela como animal transformado em humano.

O segundo episódio ainda é meio introdutório mas a trama começa a andar. Gosto da ideia do pingente. Geralmente, em histórias de garotas mágicas, as meninas recebem um objeto que as transforma em heroína, o da Ahiru não só transforma ela em Tutu mas também em humana. Também acho interessante o quanto a Ahiru admira a Rue. Acho o design da Rue maravilhoso, inclusive!

Como a Renata disse, tem tudo um clima de peça. A história traz diversos elementos de ballet, já começando pela trilha sonora e o nome do escritor, Drosselmeyer (personagem do Quebra-Nozes).

EDIT: É muito divertido acompanhar as opiniões de vocês! XD

Editado por LGG, 02/10/2017 - 09:11.


#7
Vitor Henry

Vitor Henry

    i'm a nightmare dressed like a daydream

  • Membros
  • 1.082 posts
  • Interesses:Saint Seiya e Afrodite de Peixes
a voz da Ahiru também não me incomoda! acho até engraçada porque realmente quando ela fala parece um pato /kaka

estou tentando manter um ritmo de 2 eps a cada 2 dias, mas talvez veja outros 2 ainda hoje.

#8
§agitariu§

§agitariu§

    Guerreiro Deus

  • Moderador
  • 1.528 posts

Vi o episódio 2.

 

Primeiro, não me entendam mal, eu achei a voz da Ahiru irritante, mas combina perfeitamente com ela ser uma pata.

 

No episódio 2 finamente parece que temos aquilo que guiará o anime: a busca dos fragmentos da Joia de quatro almas do coração do príncipe. Achei a ideia bem interessante, e a forma desse primeiro sentimento dele foi algo bem legal, fugindo do clichê de sentimos básicos como "alegria", "tristeza", etc.

 

Quanto a Ahiru, o conceito da personagem é bem legal também, fugindo do clichê: ela é uma pata, que vira humana, que vira uma garota mágica. E o mais legal é que ela ainda mantêm o efeito colateral de voltar a ser pata se agir/falar como uma! Isso com certeza vai render momentos bem divertidos (ri muito com ela imaginando as reações do Mito se ela contasse, especialmente com ela pensando que ele ia dizer que pato era seu prato favorito kkkkk).

 

E ainda não entendi muito bem o Drosselmeyer. Até onde me parece, ele é o tal escritor que morreu, mas na verdade estava vivo, e ele que conduz toda a história. E concordo com o fato de parecer mesmo uma peça.

 

E ainda estou voando nessas aparições aleatórias de animais antropomorfizados...fico igual a Ahiru: "o professor é um gato?", "ela é um tamanduá que come formigas?". Me pergunto se isso é só um elemento de comédia/fantasia da trama, ou se tem algo mais por trás.

 

Enfim, vamos ver no que vai dar.


Editado por §agitariu§, 03/10/2017 - 22:46.


#9
Vitor Henry

Vitor Henry

    i'm a nightmare dressed like a daydream

  • Membros
  • 1.082 posts
  • Interesses:Saint Seiya e Afrodite de Peixes

E ainda não entendi muito bem o Drosselmeyer. Até onde me parece, ele é o tal escritor que morreu, mas na verdade estava vivo, e ele que conduz toda a história. E concordo com o fato de parecer mesmo uma peça.

 

eu acho que ele de fato morreu, mas que existe só no subconsciente da Ahiro. por isso questionei em meu post anterior se ela e a Princess Tutu já não seriam parte designadas da história antes dele morrer. o que foi confirmado após!

 

acabei de ver o ep 4.

não somente Ahiro e Mito, mas toda a cidade está sujeita a se envolver entre o mundo real e o mundo da fantasia (ansioso para saber as outras obras que farão referência na trama) e isso foi evidenciado com os ocorridos que cercaram o fragmento da tristeza. o sentimento foi capaz de até mesmo se alojar em quem já estava morto apenas para ganhar forma, interessante.

 

como suspeitava, Rue e Fakia realmente não querem que os sentimentos do príncipe sejam coletados, principalmente Fakia! imagino que por gostarem de terem um exato fantoche aos seus comandos. porém acho que muita coisa em Fakia ainda está sombreada.

 

como o escritor lembrou, até agora só foram coletados sentimentos ruins no Mito. será que isso trará consequências?

 

iria assistir o ep 5 agora mas estou exausto! logo mais irei vê-lo.



#10
Renata Campos

Renata Campos

    Cavaleiro Sem Constelação

  • Membros
  • 266 posts
  • Interesses:Nerdismo em Geral.

Bom mais 4 episódios assistidos ( 8 no total ) e não a mt oque comentar ainda, a não ser que a trama continua a avançar lentamente oque e normal num anime de 26 episódios, mas continua engraçado e interessante a trilha sonora idem e já começo a suspeitar de quem venha a ser o corvo.  



#11
LGG

LGG

    Fuzzy Pickles

  • Moderador
  • 566 posts
  • Interesses:Pizza

Reassisti o 3 e o 4! Mesmo estando revendo a série, também acho estranho ter uns animais antropomorfizados, embora o professor Gato me faça rir toda vez com aquela história de casamento. As amigas da Ahiru também acho engraçadas, mesmo sendo exageradas (principalmente aquela loira).

Acho que, além de algumas inspirações em balé (tipo o Drosselmeyer, as aproximações da Ahiru com o Lago dos Cisnes e o Patinho Feio no começo), o episódio 4 é o primeiro a fazer um referência mais direta, todo aquele funeral é baseado na peça Giselle, que é o nome do episódio.



#12
Vitor Henry

Vitor Henry

    i'm a nightmare dressed like a daydream

  • Membros
  • 1.082 posts
  • Interesses:Saint Seiya e Afrodite de Peixes

só elogios ao episódio 6, por trazer o conto da Bela Adormecida (gosto muito deste conto) e por trabalhar melhor naqueles em que os fragmentos se alojam, coisa que sentia falta pois eles simplesmente só apareciam na resolução final da captura, com exceção da Tamanduarina. foi bom ver os sentimentos e contornos da Paulamoni serem exercidos desde o início do episódio e serem desenvolvidos conforme o mesmo avançava. além disso, o episódio traz com seu final uma grande dúvida para Ahiru e uma fantástica carga dramática para a trama que passou a ser bem mais que só reunir as emoções do príncipe.

A intro do episódio 7 fixa mais isso com aquele ótimo questionamento "Quando um mistério era resolvido, dois novos apareciam. Quando dois mistérios eram resolvidos, quatro novos apareciam. Quando quatro mistérios eram resolvidos, incontáveis apareciam." é assim que Ahiru se sentiu diante de ouvir que Mito estava com medo da Princess Tutu, o que é compreensível uma vez que esta só trouxe para ele sentimentos ruins até agora! mas para Ahiru, ela esteve fazendo a coisa certa o tempo todo, mas questionou a veracidade disso quando presenciou a dor e tristeza de Mito com tudo aquilo. para ela que nutre um sentimento sufocado por ele, isso era inadmissível e portanto a mesma tristeza que atingiu Mito agora atingia Ahiru que já não queria mais a tarefa de reunir os fragmentos do coração do príncipe e se sentir responsável por lhe causar tanta dor.

felizmente Mito logo entende que precisa passar por isso viabilizando um bem maior e concede a Princess Tutu que dê continuidade no processo, aliviando assim o peso da postura de Ahiru em relação com sua missão como Princess Tutu.

 

o escritor vem se tornando alguém bem nebuloso, que demonstrou estar se divertindo com tudo aquilo. achava eu que ele só queria fazer o bem para o príncipe também mas aparentemente se trata de um capricho próprio bem maior.

 

interessante que Rue também possui um outro ego, assim como é o caso de Ahiru com a Princess Tutu. que por sinal, é muito bela e me lembrou o Cisne Negro.


Editado por Vitor Henry, 08/10/2017 - 00:23.


#13
§agitariu§

§agitariu§

    Guerreiro Deus

  • Moderador
  • 1.528 posts

Episódio 03

 

Esse Fakia me irrita muito mesmo. Detesto gente controladora e possessiva. Na história desse episódio, mais uma boa referência, dessa vez a "João e Maria". A antagonista do episódio é meio assustadora, mas sua história é bem triste. Nesse caso, o fragmento preso a ela fez bem mais sentido que o anterior, dado a sua história. E temos a revelação do final, que Princess Tutu é, na verdade, uma personagem de uma história. Vejamos qual será a importância disso no desenrolar dos eventos.

 

Episódio 04

 

Aqui temos uma referência bem direta e quero muito ver como serão os próximos episódios em suas referências. Rue e Fakia demonstra cada vez mais que sabem de alguma coisa, ou que apenas vêem como Mito não tem sentimentos e gostam disso, não querendo que ele mude. Me pergunto se um deles é o Corvo.

 

No mais, gostei muito da história do episódio, com a donzela que morreu e nunca encontrou seu amor. E no final, temos a recuperação da "tristeza", e por enquanto só temos sentimentos negativos recuperados. Quero ver no que isso vai dar.



#14
Vitor Henry

Vitor Henry

    i'm a nightmare dressed like a daydream

  • Membros
  • 1.082 posts
  • Interesses:Saint Seiya e Afrodite de Peixes

tivemos algumas revelações até aqui:

  • Fakia era um cavaleiro, e foi ele o responsável por perfurar o coração do príncipe.
  • Rue foi possuída pelo Corvo por meio dos sapatos negros e passou a ser uma manifestação do mesmo.
  • Claire é o nome da Princesa Corvo em que Rue se transforma.
  • Edel é uma marionete, não entendi o porquê e nem por quem.

Fakia vem se tornando um personagem super nebuloso na trama, suas intenções ainda são desconhecidas mas para mim aparenta existir um forte motivo pelo qual faz ele ser da forma que é, e todo seu cuidado para impedir a restauração do coração do príncipe. sua passagem com a Ahiru transformada em pata foi necessária para firmar que ele não é de todo mal, é uma figura gentil e dócil quando o assunto não abrange o príncipe e seu coração.

 

Drosselmeyer novamente se mostrando um tremendo oportunista safado, incentivando Rue a lutar e aceitar seus poderes como Princess Claire apenas para gerar conflito com Princess Tutu. ele vem se tornando o maior vilão da história até o ponto.



#15
Renata Campos

Renata Campos

    Cavaleiro Sem Constelação

  • Membros
  • 266 posts
  • Interesses:Nerdismo em Geral.

10 ao 14

 

- Ao que parece e uma historia dentro de uma historia, ou a continuação ou e uma especie de circulo que os personagens se encontram ao menos e assim que entendi.

- Princess Tutu e uma personagem secundaria que some na historia principal, e a que mais chama a atenção do príncipe.

- Gostei bastante da Dupla Pata/Fakia a cena no lago onde ela se revela pata foi muito engraçada principalmente quando ela volta a ser humana e esta pelada.

- 13 episodio o melhor para min até agora tanto na quesito enredo quando no avanço da trama a luta entre as duas no lago foi bonita, e a Tutu passo a perna tanto nela quanto no velho Drosselmeyer ( que agente do caos safado ) no modo como ela diz seus sentimentos ao principe.

- Todos tem seus motivos para não querer que o coração do principe seja restaurado para que o historia do livro não recomece.

 

Ate agora todo capitulo tem o nome de alguma peça de teatro ou de um ato da mesma acompanhado da musica correspondente. 



#16
§agitariu§

§agitariu§

    Guerreiro Deus

  • Moderador
  • 1.528 posts

Episódio 05

 

Hum...mais mistérios. Rue e Fakia realmente sabem de tudo, inclusive que Mito é o príncipe da história, apesar do mesmo não parecer saber disso. Mas ainda mantenho essa dúvida de porque Rue e Fakia querem tanto que ele permaneça sem sentimentos, inclusive com Rue fugindo quando percebe que ele recuperou um deles

 

Quanto ao inimigo do episódio, aparentemente os sentimentos do príncipe podem se ligar a qualquer coisa mesmo. E aqui tivemos o sentimento de afeição, o primeiro "sentimento positivo" que Mito recupera. Vamos ver como se desenvolverá por agora.

 

Episódio 06

 

Interessante. Dessa vez tivemos um sentimento, o medo, que não se ligou propriamente a ninguém, mostrando que eles podem ser encontrados mesmo sem estar ligados a algo. Curioso ver a reação extrema de Mito ao ter seu medo devolvido, mas talvez seja algo como um sentimento exacerbado após tanto tempo sem o ter.

 

E adorei a base do episódio em "A Bela Adormecida". Sou um grande amante de mitologia e folclore, por isso gosto muito de Contos de Fadas, que eram histórias originalmente da tradição popular, passadas de forma oral de uma pessoa para outra (gosto do gênero como um todo, mesmo as mais recentes que não tem mais o caráter de "tradição popular").



#17
LGG

LGG

    Fuzzy Pickles

  • Moderador
  • 566 posts
  • Interesses:Pizza
To meio atrasada tentando rever, mas vou tentar acompanhar vocês! É bem interessante ler as impressões de cada um, pena que não lembro tão bem assim dos episódios.




0 usuário(s) está(ão) lendo este tópico

0 membros, 0 visitantes, 0 membros anônimos